Skip to main content

O hábito de comprar online já faz parte da experiência dos consumidores modernos. Além das questões que envolvem a comodidade desta modalidade de compra, o processo também costuma ser mais rápido e menos invasivo – o que faz com que os e-commerces invistam cada vez mais em uma experiência única de compra.

A troca constante com os clientes e a alta demanda por novos produtos faz com que o nível de exigência desses compradores cresça a cada dia que se passa.

Oferecer esse tipo de resposta é algo que ainda se mostra nebuloso para muitos gestores e donos de comércio: como conciliar uma boa infraestrutura, atendimento e experiência positiva e ainda conseguir se planejar para competir com os gigantes do mercado de igual para igual?

Uma das saídas está em estreitar os laços com os clientes ao modernizar processos logísticos dentro do varejo. É aí que entram as Dark Stores: armazenagem mais barata para as lojas, manuseio eficiente e fretes mais agradáveis para os clientes.

Quer entender como uma dark store funciona e como ela pode mudar o seu modelo de negócio? Então continue a leitura!

Navegue e saiba tudo sobre o que é uma dark store e como ela funciona

O que é uma Dark Store?

Dark Store é um centro de distribuição de tamanho reduzido, localizado em pontos estratégicos dos centros urbanos e que encurtam a distância entre os produtos e clientes, viabilizando entregas expressas e uma armazenagem mais inteligente.

O termo, que em português significa “loja escura” ou “loja oculta”, diz respeito a este modelo de negócio que não é aberto ao público. Dentro de uma dark store, apenas a armazenagem, processamento, separação e envio de produtos acontece – nada de visitas.

Com uma proposta diferente dos centros de distribuição tradicionais, as dark stores são construídas já pensando na utilização compartilhada dos espaços e no rápido acesso aos produtos.

Uma das características que marcam as dark stores como uma ótima alternativa é justamente a possibilidade de realizar entregas no mesmo dia para o cliente final.

Essa estrutura é consideravelmente menor, se a compararmos com os armazéns utilizados pelos modelos logísticos clássicos. Logo, os custos para a sua manutenção são igualmente reduzidos, o que permite que um e-commerce faça a utilização de várias dark stores para maximizar sua eficiência e oferecer uma experiência mais positiva para seus diferentes públicos.

Você também encontrará as dark stores através de alguns sinônimos como microhub, minicentros de distribuição urbano, fulfillment center, micro-fulfillment ou hyper local fulfillment center.

Como funciona uma Dark Store?

Como citado acima, as Dark Stores não são abertas ao público geral. Toda a sua construção e funcionamento são pensados para maximizar a eficiência dos processos. Se enquadrando no final da cadeia logística, o único propósito da Dark Store é ser um ponto de armazenamento e coleta de produtos.

Os sistemas de pedido da loja online são integrados ao da Dark Store, que conta com uma equipe própria para a separação e manuseio dessas compras. Em alguns casos, há até mesmo uma equipe de entregadores especializados, dispensando a necessidade de terceirizar o serviço de entrega.

A divisão de uma Dark Store com outras marcas também é prática extremamente comum neste mercado, garantindo maior economia na armazenagem através de um espaço compartilhado.

A disposição dos itens e o espaço compartilhado pelos usuários de uma Dark Store é monitorado por especialistas, que garantem que tanto a entrada quanto a saída dos itens não sejam marcadas por danos.

Como funciona como ponto de coleta, algumas Dark Stores dão a opção do próprio cliente final poder fazer a retirada de seu produto no local.

Vantagens em se ter uma Dark Store

Uma Dark Store carrega uma série de aspectos positivos que logo serão sentidos não somente pelos seus clientes finais, mas também pela equipe que está envolvida na operação da sua loja, do começo ao fim.

Veja abaixo alguns dos pontos mais notáveis:

Reaproveitamento de espaço: tem algum espaço localizado em um centro urbano e que não está desempenhando tão bem quanto antes? O espaço pode ser utilizado para tornar as outras entregas mais eficientes!

Custo x benefício: toda a estrutura de uma Dark Store exige um investimento bem abaixo do que seria colocado em um centro de armazenamento tradicional. O valor economizado pode ser realocado em outras áreas, como transporte e desenvolvimento do próprio e-commerce.

Espaços compartilhados: seu e-commerce tem algum produto que é interessante apenas para determinada região? Conte com uma Dark Store local e você tirará máximo proveito deste modelo sem que precise se apoiar em regiões que não fazem sentido para esse tipo de venda.

Rapidez nas entregas: ao se localizar em centros urbanos, a sua loja garantirá uma experiência de entrega bem mais rápida que o habitual. É comum ver modelos de Dark Store com Same Day Delivery ou Next Day Delivery, que são as entregas no mesmo dia e no dia seguinte, respectivamente.

Tecnologia investida: uma Dark Store conta com processos logísticos mais avançados do que os armazéns comuns, o que diminui drasticamente a chance de erros nos pedidos de clientes.

Diminuição de carrinhos abandonados: uma das causas mais comuns de desistência na hora das compras está diretamente relacionada ao frete apresentado na hora de fechar o pedido. Com o apoio de uma Dark Store, você deixará de perder possíveis novos clientes por este motivo.

Maior volume de pedidos: com centros localizados estrategicamente, seu e-commerce se tornará capaz de atender a um volume de pedidos cada vez maior nos centros urbanos.

Qualidade dos processos: ao contar com uma equipe especializada na gerência e manutenção da Dark Store, você garante que os processos logísticos estejam em dia e, consequentemente, a satisfação dos clientes aumentará.

Como montar uma Dark Store? Vale a pena?

O primeiro passo para um planejamento eficiente de uma Dark Store é entender os hábitos de compra dos clientes.

Quais produtos deverão ser destinados à unidade que será aberta? Como o estoque deverá ser organizado? Com qual frequência esses produtos são comprados e de quanto em quanto tempo precisam ser repostos no estoque? Questões como essas precisam ser traçadas com a jornada de compra e a localização de seus clientes para atingir o resultado ideal.

Além disso, como é o sistema de gerenciamento de pedidos e armazenamento do seu e-commerce? É eficiente o suficiente e conseguirá fazer o encaminhamento para que a Dark Store realize o envio o quanto antes?

A operação ficará dependente desses itens básicos para funcionar perfeitamente, então contar com a ajuda de especialistas em sistemas e nesse tipo de modelo de negócio é uma boa opção.

O ponto de partida de muitas lojas na hora de abrir uma nova Dark Store se dá nas categorias de produtos mais vendidas de seu site, expandindo a gama oferecida algum tempo após a consolidação do formato.

Por vezes, o volume de vendas não é tão alto a ponto de necessitar a abertura de uma Dark Store própria. É nesse cenário que entram empresas como a Grin Store, que oferecem o espaço necessário para que a sua operação se torne um sucesso, com apoio logístico inteligente e a expertise exigida para o bom funcionamento deste modelo.

Quando se trata de vendas online, investir na experiência do consumidor e em uma entrega rápida pode consolidar o futuro do seu negócio.

Modelos de uma Dark Store

É possível encontrar dois modelos de dark store no mercado brasileiro e estrangeiro atualmente. Vamos ver as características de cada um abaixo:

Modelo focado 100% na distribuição de itens

Prezando pela eficiência e processos logísticos, este é o modelo mais comum, em que o espaço todo é remanejado para as operações de armazenamento, manuseio, separação e envio de itens.

Aqui, o foco está na rapidez das entregas.

Modelo híbrido loja x dark store

Há casos em que as lojas físicas possuem um espaço sobrando e, devido à sua localização privilegiada, decidem transformar esse espaço “extra” em uma área de dark store.

Nesses casos, a operação híbrida pode privilegiar produtos que necessitam de uma atenção logística mais frequente e que são sucesso de vendas, mas sem extinguir completamente as atividades físicas de uma unidade.

Onde localizar uma Dark Store?

Dúvida crucial que se faz presente na hora de transformar a operação de qualquer gestor, é preciso entender que a resposta para esta questão está ligada à demanda de seus produtos.

Os hábitos de consumo e a frequência de compra de seus clientes justificam a armazenagem em um centro urbano e serão volumosos o suficiente para fazer com que essa expansão seja um passo em prol do crescimento do seu negócio?

Se a resposta for sim, crie um mapa com os pontos de interesse para o seu público e implemente já naquele que oferecer uma melhor relação de custos de armazenagem e entrega.

Se interessou e quer aproveitar os benefícios de uma Dark Store? A Grin Store te ajuda!

Entendeu como é o funcionamento de uma Dark Store? Agora é só entrar em contato conosco para saber como podemos levar os processos logísticos da sua empresa para o próximo nível.

A Grin Store está há mais de 20 anos no mercado transformando a relação entre empresas e clientes em mais de 5 capitais brasileiras e pode fazer parte da história do seu e-commerce também.

Gostou do artigo? Compartilhe esse conteúdo com quem possa se interessar!

Dúvidas frequentes sobre Dark Store

O que é uma dark store?

Uma dark store é um minicentro de distribuição fechado para o público e localizado estrategicamente em centros urbanos, facilitando os processos de manuseio, separação e entrega ao cliente final e custando mais barato do que a estrutura de um armazém comum exige.

Qual é a diferença entre dark store e dark kitchen?

Uma dark kitchen é um modelo de negócio parecido com a dark store, porém voltada apenas aos restaurantes. Aqui, a empresa contará com toda a estrutura necessária para a preparação dos pratos e envio dos pedidos, sem que o público faça acesso.

A dark store é apenas um ponto de coleta?

Não! Em uma dark store são realizados diferentes processos dentro da cadeia logística, como a armazenagem, processamento de pedidos, manuseio, separação e envio.